Programação de 04/08 até 27/08/2011

Sessões de SÁBADO às 16 horas [Sala 1]

06, 13, 20, 27/08/2011 – A Ilha do Terrível Rapaterra; de Ariane Porto. 2006. 86 min. Livre. O terrível vilão Rapaterra, ladrão de terras, devastador das matas e poluidor dos mares, resolve roubar o único bem que ainda não possui – as águas do litoral. Para isso rapta D. Tude, uma misteriosa mulher que é a maior contadora de histórias do mundo.

Sessões de SÁBADO às 18 horas [Sala 1]

06, 13, 20, 27/08/2011 – Benjamim; de Monique Gardenberg. 2004. 108 min. 16 anos. Ao encontrar uma jovem que guarda enorme semelhança com o grande amor da sua vida, Benjamin revive os prazeres e os tormentos da sua antiga paixão. Mas, a inesperada “reencarnação” de sua amada, morta nos anos 60 pela ditadura militar, tem algo mais a lhe oferecer: um acerto de contas com sua própria consciência.

Sessões de SÁBADO às 17 horas [Sala 2]

06/08/2011 – Dias de Nietzche em Turim, de Julio Bressane. 2002. 85 min. 16 anos. O filme recria os meses vividos pelo filósofo alemão Friedrich Nietzche (1844-1900) na cidade de Turim, Itália, entre Abril de 1888 e janeiro de 1889, um período de grande fertilidade para o pensador.

13/08/2011 – Ô Xente, pois não; de Joaquim Assis. 1973. 22 min. Livre. A sabedoria das pessoas em questão a fraternidade que as une.

20/08/2011 – Fala Tu; de Guilherme Coelho. 2004. 74 min. 12 anos. Uma crônica composta pelo cotidiano, letras, dramas e música de três personagens da Zona Norte carioca.

27/08/2011 – A Falta que me faz; de Marília Rocha. 2009. 85 min. Livre. Um grupo de meninas vive o fim da juventude com um romantismo que deixa marcas em seus corpos e na paisagem ao redor, cada uma delas encontra uma maneira particular de contornar a solidão e enfrentar as incertezas do futuro.

Sessões de QUINTA às 16 horas [Sala 1]

04/08/2011 – Meus Amigos Chineses; de Sergio Sbraga. 2006. 15 min. Livre. Apaixonado por futebol e por sua coleção de selos, um menino vê sua vida mudar quando conhece dois chineses.

11/08/2011 – Novembrada; de Eduardo Paredes. 1998. 20 min. Livre. Durante o último governo da ditadura militar no Brasil, um protesto de estudantes universitários, transforma-se numa incontrolável revolta popular.

18/08/2011 – As Coisas que moram nas Coisas; de Bel Bechara e Sandro Serpa. 2006. 14 min. Livre. Enquanto acompanha seus pais, catadores de lixo, três crianças atribuem novos significados aos objetos descartados pela cidade, inventando brincadeiras e pontos de vista.

25/08/2011 – Brasília, Contradições de uma Cidade Nova; de Joaquim Pedro de Andrade. 1967. 23 min. Livre. Uma cidade inteiramente planejada, criada em nome do desenvolvimento nacional e da democratização da sociedade, poderia reproduzir as desigualdades e a opressão existentes em outras regiões do país?

          NOSSAS MAIORES MOSTRAS DE FILMES
                     MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL
Única no Estado do Rio de Janeiro dedicada a filmes brasileiros sobre a cultura indígena clique para ver Mostra Cine Índio Brasil III
                            MOSTRA OLHOS NEGROS
Única do Estado do Rio de Janeiro dedicada a filmes brasileiros sobre a cultura negra
clique para ver Mostra Olhos Negros IV
Compartilhe na sua rede social: