Sessões aos SÁBADOS 16:00h e 18:00h (MÊS AGOSTO) :

Animações para a primeira infância (LIVRE)

Sábado 16:00h

  • A bruxinha Lili

Leonardo Copello, BA, 2008

  • Bartô

Luiz Botosso e Thiago Veiga, GO, 2006

  • Calango!

Alê Camargo , DF, 2007

  • Docinhos

Frederico Pinto e José Maia, RS, 2002

  • Gilda e Gilberto

Érica Valle , SP, 2003

  • O povo atrás do muro

Marconi Loures, MG, 2007

  • O veado e a onça

Raquel Pedreira, SP, 2006

  • O vento

Pedro Pazelli, RJ, 2007
Sinopse:
A animação brasileira vive um momento de grande expansão. E as maiores beneficiadas são as crianças. Por ter uma linguagem extremamente lúdica, a animação é usada para divertir e ensinar. Os filmes deste programa proporcionam às crianças o contato com a cultura de diversas partes do Brasil, revelando seus sotaques e costumes. Muita cor, ação, humor, música, poesia, política e amor fazem parte deste programa, que tem personagens inusitados, como um camaleão faminto, uma águia, um brigadeiro – o docinho! (chamado de negrinho pelos gaúchos) –, uma bruxinha baiana, um veado e uma onça, o vento, uma pequena multidão e um bode (que, com muita determinação, consegue salvar uma árvore de ser cortada). Imperdível!

Animações para adultos (18 anos)

Sábado 18:00h

  • Almas em Chamas

Arnaldo Galvão , SP, 2000

  • Biribinha Atômica

Ricardo Piologo e Rogério Vilela , SP, 2006

  • Cidade fantasma

Lisandro Santos , RS, 1999

  • Essa Animação Não Tem Nome

Thomas Larson , SP, 2002

  • Hotel do coração partido

Raoni Assis , PE, 2006

  • Os Três Porquinhos

Cláudio Roberto , RJ, 2006

  • Quando Jorge Foi À Guerra

Tadao Miaqui , PR, 2004

  • Santa De Casa

Allan Sieber , RJ, 2006

  • Sushiman

Pedro Iuá, RJ, 2003
Sinopse:
A produção brasileira de animação experimenta, desde início dos anos 2000, tamanho crescimento que já é capaz de se dividir em inúmeros gêneros. Animação não é mais o gênero; é apenas o meio para se contar histórias de terror, romance, ação e um dos pontos altos da realização nacional animada é o humor – seja desenhado ou em stop motion, o texto é tão divertido quanto a hilária imagem que o acompanha. Esta coletânea reúne alguns dos mais engraçados curtas de animação do país voltados para o público adulto, tratando desde triângulos amorosos e traições conjugais até morte e releituras de contos infantis para maiores de 18 anos.

          NOSSAS MAIORES MOSTRAS DE FILMES
                     MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL
Única no Estado do Rio de Janeiro dedicada a filmes brasileiros sobre a cultura indígena clique para ver Mostra Cine Índio Brasil III
                            MOSTRA OLHOS NEGROS
Única do Estado do Rio de Janeiro dedicada a filmes brasileiros sobre a cultura negra
clique para ver Mostra Olhos Negros IV
Compartilhe na sua rede social: