Cine Índio

MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL VI
De 29 de Maio de 2015 a 06/06/2015

Única Mostra no Estado do Rio de Janeiro dedicada a filmes brasileiros sobre a cultura indígena, neste ano, traz as mais recentes produções nacionais sobre o tema.
Confira na programação completa em
http://www.microcine.com.br/mostracineindio/6/e-folder.jpg

PROGRAMAÇÃO COMPLETA
MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL VI

TEMA CENTRAL: “A Ameaça à Demarcação de Terras Indígenas – entre a Extinção e o Direito”
_______________________________________________________

29/05/2015 – Sexta-feira

13:00 – Cadastramento – Pipoca – Exposição temática (Museu do Índio)

14:00 – ABERTURA OFICIAL DA MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL V
Fala do ICCB e convidados / Apresentação Artística indígena/ Vinheta da Mostra

14:30 – GUARANI, RESISTE!, de Leonardo Chagas, Patrick Torres e Pedro Biava, 10 min, Livre, 2014

14:40 – PÁSSARO DE FOGO, de Marcos Veronese, FICÇÃO, 30 min, 12 anos, 2015

15:10 – O CASAMENTO DA ARARINHA-AZUL, Marcelo Branco, ANIMAÇÃO, 38min, Livre,

15:50 – IBURI – TROMPETE DOS TICUNA, de Edson Matarezio, 14 min, Livre, 2014

16:05 – GUARANI M’BYA, 4 min, ANIMAÇÃO produzida por alunos do CIEP Poeta Cruz e Souza, Livre, 2015

16:10 a 16:50 – Mesa de Debate 1 – Tema: “A Ameaça à Demarcação de Terras Indígenas”
________________________________________

30/05 – Sábado

14:00 – Cadastramento – Pipoca – Exposição temática

15:00 – Fala ICCB / Vinheta da Mostra

15:30 – TERRITÓRIO DO BRINCAR – crianças indígenas do futuro longa de Renata Meirelles e David Reeks, 10 min, Livre, lançamento previsto para 2015

15:40 – JOGOS INDÍGENAS, de Thiago Frade e Alexandre Magno, 24 min, Livre, 2014

16:05 – ÍNDIO CIDADÃO?, de Rodrigo Siqueira Kaiowá, 50 min, Livre, 2014

17:00 – KARIOKA, de Takumã Kuikuro, 20 min, Livre, 2014

17:20 – AWARA NANE PUTANE – uma história do cipó, de Sérgio de Carvalho, 22 min, 2013

17:45 a 19:00 – Debate após os filmes
_______________________________________

01/06 – Segunda-feira

13:00 – Cadastramento – Exposição temática

14:00 – RETORNO DA TERRA, de Daniela Alarcon, 25 min, Livre, 2015

14:25 – UNAUÁ, 2 min, ANIMAÇÃO produzida pelos alunos do Núcleo de Arte Grande Otelo, Livre, 2015.

14:30 – O CASAMENTO DA ARARINHA-AZUL, de Marcelo Branco, ANIMAÇÃO, 38 min, Livre, 2013

15:10 – ÍNDIO CIDADÃO?, de Rodrigo Siqueira Kaiowá, 50 min, Livre, 2014

16:00 a 16:45 – Debate após os filmes.
________________________________________

02/06 – Terça-feira

13:00 – Cadastramento – Pipoca – Exposição temática

14:00 – OLHARES CRUZADOS – Parque Indígena do Xingu 50 anos, de João Pavese, 27 min, Livre, 2012

14:30 – A LENDA DO MONTE PASCOAL, de Jaco Galdino e Itamar dos Anjos, 22 min, Livre, 2013

14:53 – KARAI HA’EGUI KUNHÃ KARAI ‘ETE – Os Verdadeiros Líderes Espirituais, de Alberto Álvares, 67 min, Livre, 2014

16:10 – 16:45 – Debate após filmes
_______________________________________

03/06 – Quarta-feira

13:00 – Cadastramento – Pipoca – Exposição temática

14:00 – GUARANI, RESISTE!, de Leonardo Chagas, Patrick Torres e Pedro Biava, 10 min, Livre, 2014

14:10 – PÁSSARO DE FOGO, de Marcos Veronese, FICÇÃO, 30 min, 12 anos, 2015

14:40 – TAVA – A CASA DE PEDRA, de Ariel Ortega, Ernesto de Carvalho, Patrícia Ferreira e Vincent Carelli , 78 min, Livre, 2012

16:00 – 16:50 – Debate após os filmes
________________________________________

04/06 – Quinta-feira (feriado, podem agendar na parte da manhã)

13:00 – Cadastramento – Pipoca – Exposição temática

14:00 – ENCANTADOS!, de Tizuka Yamasaki, FICÇÃO, 78 min, 12 anos, lançamento previsto para 2015. Prêmio Juventude na Mostra Internacional de Cinema de SP

15:20 a 15:50 – Mesa de Debate 2 – Tema: “Riquezas culturais das aldeias vistas pelo olhar não indígena”, com a presença da cineasta Tizuka Yamasaki, especialistas, representante indígena e convidados

15:50 a 16:00 – Homenagem a GUSTAVO DAHL. Convidados parentes e atores do filme UIRÁ.

16:00 – UIRÁ – Um Índio em Busca de Deus, de Gustavo Dahl, 90 min, Livre 1974.
_______________________________________

05/06 – Sexta-feira (O DEBATE INDÍGENA)

13:00 – Cadastramento – Pipoca – Exposição temática

14:00 – PARENTE, de Aldemar Matias , 20 min, 12 anos, 2012

14:20 – JOGOS INDÍGENAS, de Thiago Frade e Alexandre Magno, 24 min, Livre, 2014

14:44 – TOMBA ÁRVORE, TOMBA ÍNDIO, de Ruy Sposati e Phill Clarke Hill, 6 min, 2015

14:50 – MADEIREIROS EM TERRAS XAVANTES, de jovens cineastas Xavante da aldeia N. S. de Guadalupe, 95 min, Livre, 2013

16:25 a 17:00 – Mesa de Debate 3 – Tema: “PEC 215, ou lutar pelos direitos ou aceitar a extinção”, com a presença de cineasta, representantes indígenas, especialistas no tema e convidados

17:00 – PEC 215 – Nó na Garganta, de André D’Elia , 11 min , Livre, 2014
________________________________________

06/06 – Sábado

14:00 – Cadastramento – Pipoca – Exposição temática

14:30 – ENCERRAMENTO OFICIAL DA MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL V
Fala do ICCB e convidados / Apresentação Artística / Vinheta da Mostra

14:55 – MARTÍRIO – antevisão do longa-metragem de Tatiana Almeida, Ernesto de Carvalho e Vincent Carelli, cenas, 10 min, Livre.

15:05 – NIMUENDAJU – antevisão do longa-metragem de animação de Tania Anaya, 4 min, Livre

15:10 – TERRITÓRIO DO BRINCAR – crianças indígenas do futuro longa documentário de Renata Meirelles e David Reeks, 10 min, Livre

15:20 – ENCANTADOS!, de Tizuka Yamasaki, FICÇÃO, 78 min, 12 anos, lançamento previsto para 2015. Prêmio Juventude na Mostra Internacional de Cinema de SP

16:40 a 18:00 – Mesa de Debate 4 – Tema: “Que políticas públicas para a população indígena?”, com o líder indígena Álvaro Tukano, a Secretária de Cidadania e Diversidade Cultural-SCDC, Ivana Bentes, o diretor da SCDC/MinC, Alexandre Santini, e convidados

18:00 – ÍNDIO CIDADÃO?, de Rodrigo Siqueira Kaiowá, 50 min, Livre, 2014
______________________________________________________


HÁ UM ANO ATRÁS
MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL V
De 23 de Maio de 2014 a 31/05/2014

ABERTURA DA MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL V HOJE 23/5 !!!
Destaque para o premiado longa de animação “Uma História de Amor e Fúria” de Luis Bolognesi. Haverá antes apresentação artística de grupo da etnia FULNI-Ô. As inscrições para o Workshop de Desenho Animado CTAv-ICCB terminam nesta sexta no Local, Avenida Teixeira de Castro 157 – Microcine Bonsucesso. A mostra é ambientada em meio a peças e fotos do Museu do Índio. Mesa de debates com a presença da atriz e roteirista Zahy Guajajara. Realização ICCB-Instituto Cultural Cinema Brasil e FIBRA Cine Vídeo. Compartilhe e venha!
INSCRIÇÕES PARA O WORKSHOP:
Mora na Região da Leopoldina, tem entre 16 e 29 anos, vocação para desenhar, está disponível de 23 a 31 de Maio? INSCREVA-SE para o workshop gratuito de DESENHO ANIMADO da parceria CTAV-ICCB durante a MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL V. As inscrições precisam ser feitas no local, Avenida Teixeira de Castro 157, Bonsucesso – Rio de Janeiro/RJ.
Mais informações sobre o workshop:
http://www.microcine.com.br/mostracineindio/5/workshop.doc

ACOMPANHE MAIS ATUALIZAÇÕES NA PÁGINA DO EVENTO.

CURTA A FANPAGE da MOSTRA, CLICANDO AQUI E DEPOIS EM CURTIR LÁ, NO TOPO!


Mostra Cine Índio Brasil V 23/5 a 31/5/2014

PROGRAMAÇÃO COMPLETA da MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL V:
Para compartilhar, use o link abaixo, está mais fácil de ler os nomes dos filmes:
http://www.microcine.com.br/mostracineindio/5/e-folder.jpg em JPEG OU
http://www.microcine.com.br/mostracineindio/5/e-folder.pdf em PDF

MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL V
De 23 a 31 de Maio de 2014 na Avenida Teixeira de Castro, 157, Bonsucesso – Rio de Janeiro/RJ.

A MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL tem sido desde 2010 a única mostra dedicada exclusivamente a FILMES brasileiros sobre temas indígenas do Estado Rio de Janeiro. Sempre priorizando O FILME DE FICÇÃO E DE ANIMAÇÃO FEITO PARA SALAS DE CINEMA (e também exibindo documentários e videofilmes realizados por indígenas e alunos do ensino público). Realizada no Microcine Bonsucesso, do Ponto de Cultura Cinema Brasil, vai para a sua QUINTA Edição sempre com o principal objetivo de promover a disseminação e o fortalecimento das culturas e tradições indígenas. Faz-se necessário destacar a importância de tal projeto no âmbito escolar para fazer valer a legislação vigente, Lei nº 11.645/08, que torna obrigatório incluir no currículo oficial da rede de ensino a temática “História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena”.

Na Mostra Cine Índio IV, de abril-maio de 2013, exibimos o filme leve de ficção “TAINÁ 3 – A ORIGEM”, de Rosane Svartman (com a presença da diretora), quase que simultaneamente ao lançamento nos cinemas. Na Mostra Cine Índio III, exibimos “XINGU”, ficção de Cao Hamburger, dias após o lançamento do filme no circuito comercial. Na Mostra Cine Índio II, exibimos a ficção “A NOITE POR TESTEMUNHA”, de Bruno Torres, uma dramatização do incêndio de um índio num ponto de ônibus. Na Mostra Cine Índio de 2010, exibimos “TAINÁ 2″, de Mauro Lima e “TAINÁ” de Sergio Bloch e Tânia Lamarca. Entre vários. Também exibimos as ficções clássicas, de homenagem, como HANS STADEN, de Luiz Alberto Pereira, e O GUARANI de Norma Bengell. Exibimos por exemplo nestas mostras diversas ANIMAÇÕES, a citar “O CURUPIRA”, “PAJERAMA”, “MITOS DO MUNDO – COMO SURGIU A NOITE”, “TAINÁ-KAN, A GRANDE ESTRELA”, várias.

NESTE ANO DE 2014 O TEMA CENTRAL é “O Indígena na FICÇÃO e na vida real da tribo e da cidade”. As outras três mesas de debate terão os seguintes temas específicos: “O Indígena no Cinema Brasileiro”; “A interferência do cineasta não-indígena nas aldeias dos povos originários”; e “A missão audiovisual do descendente indígena migrado para o contexto urbano”. Como o indígena é representado nas telas e no imaginário da população brasileira e estrangeira? Como defender a tribo do inexorável progresso? Como preservar tradições indígenas no mundo homogeneizado da cidade?

Na MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL IV em 2013, foram exibidos longas de ficção e curtas de animação que levaram crianças e adolescentes à reflexão sobre o processo de invisibilização do indígena. E filmes de peso, para adultos, como o documentário de José Padilha (mesmo diretor de Tropa de Elite e Robocop 2014), “SEGREDOS DA TRIBO”, discutiram o olhar alienígena, mesmo que formalmente científico, de alguns empenhados antropólogos, levando para o exterior a imagem de um “índio brasileiro” do qual não enxergaram a alma, a essência humana, apenas excentricidades.

Em 2014, entre os longas-metragens escolhidos estão “UMA HISTÓRIA DE AMOR E FÚRIA”, de Luiz Bolognesi (melhor filme do Festival de Annecy, na França em 2013), ANIMAÇÃO onde um homem de 600 anos enfrenta as batalhas entre tupinambás e tupiniquins e “A TERRA DOS HOMENS VERMELHOS”, de Marco Bechis, coprodução ítalo-brasileira exibida no Festival de Berlim 2014, FICÇÃO que narra a luta dos indígenas brasileiros da etnia Guarani-Kaiowá para defender seu direito à terra, com Leonardo Medeiros e Mateus Nachtergaele. Destaque também vai para o clássico de ficção “COMO ERA GOSTOSO O MEU FRANCÊS”, de Nélson Pereira dos Santos, (lançado em 1973 em Nova Iorque, relançado em cópia restaurada em 2006), com a atriz Ana Maria Magalhães, ambos com presença confirmada para o debate após o filme. Nélson será homenageado pela MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL V como um dos poucos cineastas brancos que entenderam o universo indígena. Também serão exibidos os longas documentários “CORAÇÃO DO BRASIL”, de Daniel Solá Santiago (lançado em 2013 nas salas de cinema), documentário ainda muito pouco visto pelos povos indígenas e pela população em geral e “O MESTRE E O DIVINO”, de Tiago Campos, que ganhou o prêmio de melhor filme documentário no Festival de Brasília de setembro de 2013.

Há uma gama de filmes curtos, médios e longos, de FICÇÃO, ANIMAÇÃO, de várias origens para o espectador escolher. E também alguns documentários e videofilmes. Mais uma vez traremos turmas inteiras com seus professores para as sessões. Está inclusive confirmada previamente uma sessão com duas animações produzidas por alunos de um CIEP, que virão junto com a professora orientadora.

Para os videofilmes documentários feitos por aldeias indígenas, trouxemos também para esta edição dois entre os mais recentes do projeto RAÍZES EM MOVIMENTO, uma vez que o projeto VÍDEO NAS ALDEIAS-VNA já vinha sendo contemplado de forma ampla em nossas mostras anteriores. Entretanto dois vídeos de 2013 do VNA estão na programação, formando um conjunto NOVO de obras audiovisuais produzidas pelos próprios indígenas. A nossa mostra de 2014 também não estará tão fortemente dedicada a debater soluções para a aldeia urbana Maracanã, como se dedicou em 2013, quando tentou unir, por um dia que fosse, as lideranças dos dois grupos indígenas, ali presentes, que continuam em 2014 se rivalizando no Rio de Janeiro. Uma PENA, pois JUNTOS podemos mais.

Estaremos nos esforçando para contar a história das tribos FULNI-Ô, trazendo suas danças, cantos e artesanato, uma vez que foi o povo desta etnia que iluminou com cores fortes a nossa primeira edição em 2010. Se esta quinta edição for a última, fecharemos com o mesmo vigor com que iniciamos. Torcemos para que a próxima Mostra de cinema indígena do Rio de Janeiro já possa ser organizada pelos próprios indígenas, unidos, sem intervenções de intermediários institucionais. O momento agora é de curtir este evento que se aproxima e que nos aproxima. Sucesso a todos nós!

MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL V
MICROCINE BONSUCESSO CINEMABRASIL
Endereço: Av. Teixeira de Castro, 157 – Bonsucesso – Rio de Janeiro – RJ
Telefone: (21) 2290-4593

Vejam a PROGRAMAÇÃO DE 2014 e também fotos/textos das mostras Cine Índio III e IV em:

http://www.microcine.com.br/mostracineindio

Cliquem na aba “Como chegar” para o mapa e dicas de ônibus, metrô, etc.
E convidem amigos para curtirem a página do evento. Muito Obrigado a todos pela paciência. Vamos fazer, senão a maior, a mais emocionante Mostra de todas.

INSCRIÇÕES PARA OFICINA AUDIOVISUAL:
Alunos de 16 a 19 anos, até 15h do dia 23 de Maio de 2014.
Seleção final da turma será às 15h do dia 24 de Maio.
Objetivo: apresentar vídeo sobre temática indígena feito pelos alunos dia 31/05, às 14hs.
Aulas teóricas serão de 15 às 18h nos dias 26 e 28/05. Filmagem no dia 29, edição no dia 30/05.

Atenção: esta oficina depende de confirmação que será feita junto aos inscritos até dia 23/05.
De qualquer forma, os inscritos estarão pré-cadastrados para o OITAVO CURSO BÁSICO DE PRODUÇÃO AUDIOVISUAL do Ponto de Cultura Cinema Brasil a se iniciar em Junho de 2014.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA
MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL V

TEMA CENTRAL: O Indígena na FICÇÃO e na VIDA REAL da tribo e da cidade
_______________________________________________________

23/05 – Sexta-feira

13:00 – Cadastramento – Pipoca – Pintura corporal – Exposição temática

14:00 – ABERTURA OFICIAL DA MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL V
Fala ICCB / Apresentação Artística / Vinheta da Mostra

14:30 – “ZAHY – UMA FÁBULA SOBRE O MARACANÔ, de Felipe Bragança e Zahy Guajajara – FICÇÃO, 5 min, Livre – Em Full-HD

14:35 – “NOSSA PINTURA”, de Fábio Nascimento e Thiago Oliveira, 24 min, 12 anos (2014)

15:00 – “UMA HISTÓRIA DE AMOR E FÚRIA”, de Luiz Bolognesi, ANIMAÇÃO – 75 min, 12 anos (Melhor filme do Festival Annecy em 2013) – em Full-HD

16:15 a 16:45 – Mesa de Debate 1 – Tema central: “O Índígena na FICÇÃO e na VIDA REAL da tribo e da cidade”, com cineasta, especialista e representante indígena (Zahy Guajajara)

16:45 – “YOONAHLE, A palavra dos Fulni-ô”, de Coletivo Fulni-ô, 45 min, Livre.

________________________________________

24/05 – Sábado

14:00 – Cadastramento – Pipoca – Pintura corporal – Exposição temática

15:00 – Fala ICCB / Vinheta da Mostra

15:30 – “NOSSOS ÍNDIOS, NOSSAS HISTÓRIAS”, de Marco Altberg, ANIMAÇÃO, 7 min, Livre
“NAIÁ E A LUA”, de Leandro Tadashi, FICÇÃO, 13 min, Livre
“ILYÁ E O FOGO”, de Caetano Cury, ANIMAÇÃO, 6 min, Livre

16:00 – “CORAÇÃO DO BRASIL”, de Daniel Solá Santiago, 86 min, Livre (lançado em 2013)

17:30 – Mesa de Debate 2 – Tema: “O Indígena no Cinema Brasileiro”, com cineasta, especialista e representante indígena

18:00 – “O MESTRE E O DIVINO”, de Tiago Campos, 83 min, Livre. (Melhor Filme documentário no Festival de Brasília 2013)

19:30 – Debate após filme.

_______________________________________

26/05 – Segunda-feira
13:00 – Cadastramento – Pipoca – Exposição temática

14:00 – “ZAHY – UMA FÁBULA SOBRE O MARACANÔ, de Felipe Bragança e Zahy Guajajara – FICÇÃO, 5 min, Livre
“NOSSOS ÍNDIOS, NOSSAS HISTÓRIAS”, de Marco Altberg, ANIMAÇÃO, 7 min, Livre
“RETRATO N. KHRAÔ”, de Edu Yatri Ioschpe, 8 min , Livre
(prêmio Visão Social no 5º Festival ENTRETODOS)

14:30 – “ANCESTRALIDADE MARACANÃ E OS MEGA EVENTOS DO RIO”, de Reinaldo Cunha. 30 min, Livre

15:00 – “UMA CASA UMA VIDA”, filmado por jovens da etnia Xavante em parceria com o coletivo Raiz das Imagens, 24 min, Livre

15:30 – “NOSSA PINTURA”, de Fábio Nascimento e Thiago Oliveira, 24 min, 12 anos (2014)

16:00 a 16:45 – Debate após os filmes.
________________________________________

27/05 – Terça-feira
13:00 – Cadastramento – Pipoca – Exposição temática

14:00 – “ILYÁ E O FOGO”, de Caetano Cury, ANIMAÇÃO, 6 min, Livre
“NAIÁ E A LUA”, de Leandro Tadashi, FICÇÃO, 13 min, Livre

14:30 – “O MESTRE E O DIVINO”, de Tiago Campos, 83 min, Livre. (Melhor documentário no Festival de Brasília 2013)

16:00 – 16:45 – Debate após filmes

________________________________________
28/05 – Quarta-feira

13:00 – Cadastramento – Pipoca – Exposição temática

14:00 – “RETRATO N. KHRAÔ”, de Edu Yatri Ioschpe, 8 min , Livre
(prêmio Visão Social no 5º Festival ENTRETODOS)

14:15 – “NO TEMPO DO VERÃO” de Wewito Piyãko, 22 minutos, Livre

14:40 – “UMA HISTÓRIA DE AMOR E FÚRIA”, de Luiz Bolognesi, ANIMAÇÃO – 75 min, 12 anos – (Melhor filme do Festival Annecy em 2013) em Full-HD

16:00 – 16:45 – Debate após os filmes

16:45 – “YOONAHLE, A palavra dos Fulni-ô”, de Coletivo Fulni-ô & Vídeo Nas Aldeias, 45 min, Livre

________________________________________

29/05 – Quinta-feira (com Escola agendada às 8:00)

08:00 – Cadastramento – Pipoca – Pintura corporal – Exposição temática

08:30 – Fala ICCB / Apresentação Artística / Vinheta da Mostra

09:00 – Curtas de ANIMAÇÃO dos alunos do CIEP Poeta Cruz e Sousa sob orientação da professora Daniele Rodrigues: APURINÃ, 4 min, Livre e TUKANO, 3 min, Livre

09:10 – “YOONAHLE, A palavra dos Fulni-ô”, de Coletivo Fulni-ô, 45 min, Livre

10:00 – “UMA HISTÓRIA DE AMOR E FÚRIA”, de Luiz Bolognesi (lançado em 2013) ANIMAÇÃO – 75 min, 12 anos – em Full-HD

11:15 a 11:45 – Debate após os filmes

PARTE DA TARDE
13:00 – Cadastramento – Pipoca – Exposição temática

14:00 – NOSSA PINTURA, de Fábio Nascimento e Thiago Oliveira, 24 min, 12 anos (2014)

14:30 – “COMO ERA GOSTOSO O MEU FRANCÊS”, de Nelson Pereira dos Santos, FICÇÃO, 80 min, 10 anos (Restaurado e relançado em 2006)

16:00 a 16:30 – Mesa de Debate 3 – Tema: “A interferência do cineasta não-indígena nas aldeias dos povos originários”, com cineasta, especialista e representante indígena

16:30 a 16:45 – Homenagem a Nelson Pereira e Ana Maria Magalhães
_______________________________________

30/05 – Sexta-feira

13:00 – Cadastramento – Pipoca – Exposição temática

14:00 – Curtas de ANIMAÇÃO dos alunos do CIEP Poeta Cruz e Sousa sob orientação da professora Daniele Rodrigues: APURINÃ, 4 min, Livre, e TUKANO, 3 min, Livre

14:15 – “ZAHY – UMA FÁBULA SOBRE O MARACANÔ, de Felipe Bragança e Zahy Guajajara, FICÇÃO, 5 min, Livre
“NOSSOS ÍNDIOS, NOSSAS HISTÓRIAS”, de Marco Altberg, ANIMAÇÃO, 7 min, Livre

14:30 – “A TERRA DOS HOMENS VERMELHOS”, de Marco Bechis, FICÇÃO, 99 min, 14 anos (12 com responsável) exibido no Festival de Berlim em 2014

16:15 a 16:45 – Debate após os filmes

________________________________________

31/05 – Sábado

14:00 – Cadastramento – Pipoca – Pintura corporal – Exposixxo temxtica

14:30 – ENCERRAMENTO OFICIAL DA MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL V
Fala ICCB / Apresentação Artística / Vinheta da Mostra

15:30 – “ILYÁ E O FOGO”, de Caetano Cury, ANIMAÇÃO, 6 min, Livre

15:45 – “NOSSOS ÍNDIOS, NOSSAS HISTÓRIAS”, de Marco Altberg, ANIMAÇÃO, 7 min, Livre

16:00 – “A TERRA DOS HOMENS VERMELHOS”, de Marco Bechis, FICÇÃO, 99 min, 14 anos (12 com responsável) exibido no Festival de Berlim em 2014 – em FULL-HD

17:40 a 18:00 – Mesa de Debate 4 – Tema: “A missão audiovisual do descendente indígena migrado para o contexto urbano”, com cineasta, especialista e representante indígena

18:00 – “CORAÇÃO DO BRASIL”, de Daniel Solá Santiago (lançado em 2013), 86 min, Livre

19:30 – Debate após o filme.

_______________________________________________________

Primeiros convidados para as MESAS DE DEBATE:

X’maya Kaka Fulni-Ô – líder da tribo FULNI-Ô (Esteve Na Mostra I)

Edu Yatri Ioschpe – líder do PROJETO RAIZ DAS IMAGENS

Ana Maria Magalhães, atriz no clássico COMO ERA GOSTOSO MEU FRANCÊS

Nélson Pereira dos Santos – para receber homenagem – CONFIRMADO DIA 29/5

Afonso Apurinã – junto com alunos do CIEP Cruz e Souza

Daniele Rodrigues – professora do CIEP Cruz e Souza

Eliane Potiguara – escritora

Zahy Guajajara – atriz e co-realizadora do filme ZAHY – UMA FÁBULA SOBRE O MARACANÃ


Mostra Cine Índio Brasil IV  26/4 a 4/5/2013

PROGRAMAÇÃO COMPLETA da MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL IV: Para compartilhar, use o link abaixo,  está mais fácil de ler os nomes dos filmes:
http://www.microcine.com.br/mostracineindio/4/e-folder.jpg

A sessão de Abertura na sexta-feira 26 ficou lotada,  com a primeira exibição do filme TAINÁ 3 na mostra (ao todo 4 exibições). Tivemos a interação de crianças e jovens com indígenas remanescentes da Aldeia Maracanã, que estão no abrigo em Jacarepaguá e dançaram, cantaram e brincaram com o público, após uma palavra sobre o ocorrido em 22 de Março.

Não estamos tendo patrocínio neste ano para manter mais atualizações desta página, e recomendamos que vejam comentários E AS FOTOS da Mostra na página do evento no FACEBOOK:
http://www.facebook.com/events/277230382400342/

Mostra Cine Índio Brasil III – Encerramento

Única no Estado do Rio de Janeiro e um sucesso total de público, junto a indígenas, personalidades e mídia

SOLENIDADE DE ENCERRAMENTO (Com Cacica Valdelice, Célio Turino e outros):

VINHETA DA MOSTRA (Filmes, Patrocínios e Apoios):

FOTOS DO ENCERRAMENTO:
aqui

O dia 12 de Maio/2012 foi o Encerramento Oficial da MOSTRA CINE ÍNDIO III iniciada em 27 de ABRIL.

Indígenas que apoiaram empenhadamente a Mostra, com seu trabalho, sua voz e presença:
O cineasta TAKUMÃ KUIKURO (de Hipermulheres, longa que ganhou kikito em Gramado)
A Cacique MARIA VALDELICE AMARAL DE JESUS (líder dos Tupinambá em Olivença/Bahia)
O artesão e performista GUARAPIRÁ PATAXÓ e seu auxiliar ARAUÊ
A contadora de histórias e gestora cultural VÃNGRÍ KAIGANG
O mestre em linguística, pela UFRJ e UERJ, URUTAU GUAJAJARA
A índia de origem guaiapi CRISTIANE PANTOJA DA SILVA
O cacique da Aldeia Maracanã CARLOS TUKANO
O pajé TOBI ITAÚNA, originário de Manaus.
O etnomidiático ANÁPUÁKA MUNIZ TUPINAMBÁ
entre outros. Depois daremos uma relação mais completa.

Personalidades que apoiaram a mostra, com sua presença:
O historiador CÉLIO TURINO (criador do programa de governo CULTURA VIVA)
A Cacica VALDELICE (conhecida nacionalmente por sua liderança Tupinambá há 15 anos)
O cineasta SÍLVIO DA-RIN (do longa PARALELO 10, exibido no dia CINE ÍNDIO BRASIL-PERU)
O cineasta FERNANDO VALDIVIA (do filme “LA TRAVESÍA DE CHUMPI” – em videoconferência)
O cineasta e criador dos Microcines no Peru STEFAN KASPAR (em videoconferência dia 9/5)

Personalidades que apoiaram a mostra, com sua cooperação:
O cineasta NOILTON NUNES (do longa KUKA-HITCHÚTI sobre rituais e costumes no Xingu)
O cineasta CAO HAMBURGER e o produtor FERNANDO MEIRELLES (cederam XINGU)
Os cineastas CARLOS FAUSTO, LEONARDO SETTE e TAKUMÃ KUIKURO (Hipermulheres)
A atriz e cineasta LETÍCIA SABATELLA e GRINGO CARDIA (pelo filme HOTXUÁ)
A fotógrafa ALICE KOHLER (cedeu foto da índia Kayapó nos X Jogos dos Povos Indígenas)
entre outras. Depois daremos uma relação mais completa.

Mídias que noticiaram e repercutiram a mostra:
TV BRASIL, jornalista Eudes Junior, nos dias 1 de Maio (terça) e 3 de Maio (quinta-feira).
O GLOBO, jornal Rio Zona Norte
EXTRA, Revista Rio Show
RÁDIO ROQUETTE PINTO
SITE DA SECRETARA DE ESTADO DA CULTURA DO RIO DE JANEIRO / SEC-RJ
SITE DO MINISTÉRIO DA CULTURA – MINC – Representação RJ/ES
SITE CINEMABRASIL.org.br
SITE DO Observatório da Imprensa
SITE DA Escola de Comunicação da UFRJ (ECO)
entre outras. Depois daremos uma relação mais completa, e com imagens, na aba “mídia”.

Escolas que apoiaram a Mostra, com participação de professores e turmas inteiras de alunos:
MUNICIPAIS:
BAHIA
DILERMANDO CRUZ
JOSUÉ DE CASTRO
ELIS REGINA
MANOEL DA NÓBREGA
ESTADUAIS:
GOMES FREIRE DE ANDRADE
ESCOLA ESTADUAL PROF. ALFREDO MAURÍCIO BRUM
COMUNITÁRIA
BEM ME QUER – CRECHE
E outras que virão nas 4 semanas dos MELHORES DA MOSTRA (14/05 a 09/06).
(em agendamento: YURI GAGARIN, CARLOS CHAGAS, ANAPION, ELIS REGINA)

ORGANIZAÇÕES PARCEIRAS:
SEC-RJ Secretaria de Estado da Cultura do Rio de Janeiro (patrocinador)
GRUPO CHASKI – Peru (ação conjunta para o dia da videoconferência)
VÍDEO NAS ALDEIAS (cedeu todos os filmes feitos por indígenas)
MULTIRIO (pelo desenho CURUPIRA)
DOWNTOWN FILMES (cedeu filme XINGU e promoveu sorteio TAINÁ)
MINISTÉRIO DA CULTURA (apoio)
PROGRAMA CINE MAIS CULTURA (apoio)
FIBRA CINE VÍDEO (realização)
INSTITUTO CULTURAL CINEMA BRASIL (apoio e parceiria na realização)

EQUIPE ORGANIZADORA:
Coordenadores: Marcos Manhães Marins, Nancy Santos Marins, Vagner Ferreira de Almeida
Consultores: Anapuáka Muniz Tupinambá e Garapirá Pataxó
Relacionamento com Escolas: Fabiana Marques
Relacionamento com Alunos: Maria Alice Costa
Assessoria de Imprensa: Landa Araújo
Fotógrafo da Cerimônia de Abertura: Daniel Marins
Outros: Jonas, Orlandino, Fernando, depois damos relação mais completa.

AGRADECIMENTOS A TODOS E PARABÉNS!


FOTOS dia Cine Índio Brasil-Perú

Acesse as fotos aqui


DIA CINE ÍNDIO BRASIL-PERU

O dia 9 de Maio, na MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL III, será o DIA CINE ÍNDIO BRASIL-PERU, uma experiência única tentada pela primeira vez. O mesmo filme que passará aqui no Brasil passará ao mesmo tempo no Peru e depois haverá um debate onde haverá videoconferência entre os 2 países irmãos. O filme brasileiro será PARALELO 10, de Silvio Da-rin.
O filme peruano, única excessão no MICROCINE CINEMABRASIL desde 2004 para filme estrangeiro, será “La Travesia de Chumpi”, de Fernando Valdivia. O intercâmbio garante a exibição de um longa-metragem brasileiro num cinema do país vizinho, com público garantido e boa divulgação. Cheguem cedo, porque começa de manhãzinha, devido ao fuso horário.
Trailer do filme LA TRAVESIA DE CHUMPI:

Trailer do filme PARALELO 10, filme brasileiro que será exibido no Peru, no Cine El Centro.

CLIQUE NA ÍNDIA AO LADO, PARA ACESSAR O FOLDER COM A PROGRAMAÇÃO COMPLETA.
O filme peruano passará no Brasil às 10:30h e o filme brasileiro passará no Brasil às 15:00h.
No Peru, será simultânea a exibição 08:30 e 13:00, sempre 2 horas, dado o fuso horário.
Ou clique aqui


A TV BRASIL deu matéria de quase 3 minutos

Parabéns a todos nós! Em especial a Landa Araújo, nossa assessora de imprensa, e a Anápuáka Muniz Tupinambá, nosso consultor etnomidiático, mas a todos os assessores, coordenadores, a toda a EQUIPE! Venham todos nesta última semana. Dia 9 de Maio, o dia inteiro será o DIA CINE ÍNDIO BRASIL-PERU, uma experiência única tentada pela primeira vez. O mesmo filme que passará aqui no Brasil passará ao mesmo tempo no Peru e depois haverá um debate onde haverá videoconferência entre os 2 países irmãos. O filme brasileiro será PARALELO 10, de Silvio Da-rin.


MOSTRA GANHA A MÍDIA

Anteontem, dia 1 de Maio, a TV BRASIL, na Mostra CINE ÍNDIO BRASIL III, entrevistou Marcos Manhães Marins, coordenador geral da mostra, e Takumã Kuikuro, kikito em Gramado pelo longa-metragem HIPERMULHERES. O jornalista Eudes Jr. gostou muito do filme feito pelo índio Takumã, trazido de uma aldeia do Alto Xingu especialmente para debater sobre seus filmes e dar três oficinas de audiovisual com temas indígenas.

A mostra também foi notícia no Jornal O GLOBO, tanto impresso, como online, dando em primeira mão a confirmação da presença de Célio Turino, o criador do Programa CULTURA VIVA, idealizando o apoio do governo a milhares (mais de 3 mil hoje) pontos de cultura que já promoviam a cultura brasileira, programa hoje copiado por vários países do mundo, pela inovação sobre o antigo método de gerir a Cultura em que os governos se apropriavam de idéias ou projetos para construirem grandes centros culturais administrados pelo próprio Estado. Na lógica do Programa Cultura Viva, cada ponto de cultura tem sua autonomia e seu protagonismo garantidos, desta forma promovendo o empoderamento de todos os envolvidos no projeto. O Ponto de Cultura Cinema Brasil, que promove a mostra em parceria com a produtora Fibra Cine Vídeo, fez parte dos primeiros pontos que receberam apoio do Programa Cultura Viva em 2005, e continua tendo apoio através de um convênio entre Ministério da Cultura e Secretaria de Estado da Cultura do Rio de Janeiro (SEC-RJ). Link para a matéria de O GLOBO:
http://oglobo.globo.com/rio/bairros/posts/2012/05/01/mostra-cine-indio-brasil-iii-fica-em-cartaz-ate-dia-12-de-maio-442766.asp
Link para a divulgação feita pela SEC-RJ:
http://www.cultura.rj.gov.br/evento/mostra-cine-indio-brasil-iii-4


Abertura da Mostra Cine Índio Brasil III

“Singeleza e jovialidade: um público diferenciado”

Galeria de FOTOS da Abertura da Mostra

Estiveram presentes no Microcine Cinema Brasil de Bonsucesso mulheres indígenas nos filmes exibidos e no evento, tais como Vângri Kaingáng – escritora e gestora cultural do Rio Grande do Sul, Cristiane Pantoja – Presidente do “Instituto Cultural Ubuntu – Humanidade para Todos”, indígena da etnia Guaiapi do estado do Amapá. Alunas de escolas públicas, na faixa de 12 a 16 anos, fizeram perguntas sobre os filmes. “Toda tribo tem seu Hotxuá ou somente a tribo Kraô?” perguntou uma aluna. Outra perguntou: “Qual o significado do ritual de colar penas e penugens no corpo da menina índia?”. Perguntas inteligentes dominaram o debate após a apresentação dos filmes.

Já a apresentação artística indígena, quando chegou seu momento, tomou conta do ambiente, com três componentes liderados por Garapirá Pataxó, de etnia com origem na Bahia, Arauê e outro índio também da tribo Pataxó. Um espetáculo de cores impressionantes, muita palha, traços em vermelho urucum, preto genipapo, penas multicores em cocares típicos da etnia Pataxó. Cânticos da terra, do sol, da lua foram entoados. O ritmo forte comandado pelos maracás contagiou o público jovem presente.

A sessão das 15 horas teve 100 espectadores, lotação máxima da sala 1, sendo a maioria de alunos da Escola Municipal Bahia, do Complexo da Maré, próximo do Microcine Cinema Brasil de Bonsucesso. A professora Valéria levantou a platéia de jovens quando perguntou sobre os filmes assistidos. Os alunos adoraram o curta “OS KUIKURO SE APRESENTAM” e o longa “HOTXUÁ” e fizeram boas perguntas aos integrantes da Mesa de Debates. Além da professora Valéria, os professores João Henrique e Valdeci receberam os agradecimentos do coordenador geral, Marcos Manhães Marins, do Instituto Cultural Cinema Brasil, que promoveu a mostra em parceria com o Microcine, e falaram com os alunos sobre a importância da Mostra Cine Ìndio Brasil III, que vem ajudar a escola a cumprir a Lei 11645, que determina a inclusão da cultura indígena no currículo das escolas do Brasil. A Escola Municipal Bahia estará também participando de outros dias da Mostra, assim como várias escolas públicas da região da Leopoldina, zona norte e zona oeste, já agendadas, como a Escola Estadual Professor Alfredo Maurício Brum, Escola Municipal João Barbalho, o CIEP Yuri Gagarin, a Escola-creche Bem Me Quer, a Escola Municipal Josué de Castro, entre outras. Para agendar, inclusive pela manhã, fora da programação divulgada nos horários da tarde, os professores estão ligando para o telefone 2290-4593, e fazendo contato com a coordenadora social Nancy Santos e sua assistente Fabiana Marques.

Como integrantes da Mesa de Debates, destacaram-se também Carlos Tukano, cacique da Aldeia Maracanã, Anapuáka Muniz Tupinambá, consultor etnomidiático, contratado para assessorar esta terceira edição da Mostra Cine Índio Brasil em toda a sua preparação e realização, e o cineasta Takumã Kuikuro.

Já no final da noite do dia 27 de Abril, Takumã Kuikuro respondeu a perguntas sobre seu filme “HIPERMULHERES”, longa-metragem que lhe rendeu o Kikito no último festival de Gramado, Prêmio Especial do Júri, categoria reconhecida internacionalmente e conferida ao filme de maior arte cinematográfica do festival. A festa das mulheres nele retratada mostra a força de mulheres indígenas que se unem, que guerreiam, lutam, e se fortalecem cada vez mais seu papel nas aldeias hoje.

No sábado 28 de Abril, segundo dia da mostra, a programação foi muito semelhante à do dia de abertura, com a inclusão de um ótimo desenho animado sobre a famosa lenda indígena, “O CURUPIRA”, para o público majoritariamente infantil, e da exibição na sala 2 do curta “O CHEIRO DE PEQUI”, sobre uma outra lenda indígena, e também dirigido por Takumã Kuikuro, cineasta que reside no Alto Xingu, e foi trazido pelo evento especialmente para participar dos debates e para ministrar três oficinas de audiovisual com temática indígena.

Para uma pequena turma de alunos previamente inscritos, Takumã ofereceu uma oficina relâmpago na parte da manhã deste dia 28, a qual gerou um material filmado pelos próprios alunos, e que foi editado à tarde, entre uma e outra convocação de Takumã para falar de seu filme para a platéia, “O CHEIRO DE PEQUI”. O curta sobre a lenda do jacaré que se casou com duas índias, gerou dezenas de indagações que garantiram um debate instigante e multiplicador de reflexões sobre a cultura indígena, em especial a da etnia Kuikuro. As mulheres da platéia queriam saber porque somente o homem indígena pode ter duas ou mais mulheres. Os rapazes quiseram saber detalhes sobre a vida sexual na aldeia Kuikuro, tônica da lenda e do filme. “O que fazem os indígenas quando nascem gêmeos?” e “Há ervas abortivas e ervas que funcionam como anticoncepcional?” foram as duas perguntas mais singelas. O público da região, diferenciado, normalmente morador de áreas de baixo poder aquisitivo, com poucas opções culturais para seus fins de semana, foi habilmente sensibilizado para a profundidade das questões pelo cineasta Kuikuro e pelos coordenadores da mostra. Um sucesso muito gratificante para todos.

Dada a largada, vêm agora mais duas semanas inteiras, de 30 de Abril a 12 de Maio, onde ocorrerão mais duas oficinas de audiovisual, com o professor Kuikuro, com 5 dias cada, que ainda estão recebendo inscrições. Duas semanas de filmes dedicados à Cultura Indígena e ao fortalecimento da Lei federal 11.645, que as escolas estão se empenhando em cumprir, com grande aproveitamento cultural para os alunos, que por muito tempo viram índios só em livros. Na MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL III, além de ver os índios em filmes feitos pelos próprios índios, os jovens e crianças podem tirar fotografias junto com índios legítimos, da Bahia, do Alto Xingu, do Amapá, do Maranhão. Tocar os artesanatos, degustar comidas típicas e conversar muito sobre o tema. Na abertura, por exemplo, o mestre em linguística pela UERJ e UFRJ, outro convidado especial, o índio Urutau Guajajara, que comandou as apresentações artísticas da segunda edição da mostra em 2011, neste ano esteve junto aos espectadores, com seu cocar e sua simpatia. Dele é a frase que engrandece o convite impresso da edição 2012, para a abertura e o encerramento do dia 12 de Maio, com o filme XINGU: “Quebraram nossos galhos, cortaram nosso tronco, mas jamais arrancarão nossas raízes.”.

No site da Mostra ( http://www.microcine.com.br/mostracineindio ) podem ser vistas e baixadas em alta resolução diversas fotos do dia de Abertura. Na sequência, as fotos dos demais dias irão sendo colocadas neste sítio para ajudar na divulgação do evento. Para saber mais sobre a preparação da Mostra, sobre o dia especial “Cine Ìndio Brasil-Peru” em 09 de Maio, fazer sugestões à coordenação, a página do evento no FACEBOOK pode ser acessada pelo endereço http://facebook.com/microcinebonsucesso – que já conta com 1600 amigos, ou por link no site acima. Pelo Twitter.com/microcine_br também pode-se seguir os passos da Mostra Cine Índio Brasil III e os buxixos nas redes sociais. Assessora de Imprensa: Landa Araújo: Jornalista msn:landaraujo@hotmail.com /email: landaaraujo@gmail.com / (21) 8870-0176 / (21) 7236-0089.


MULHER INDÍGENA:  ONTEM E HOJE

*Única do Rio, Mostra de filmes indígenas destaca o papel das mulheres nas tribos*

No mês em que se comemora o Dia do Índio (19/04), *acontece a
Mostra Cine Índio Brasil III*, com o tema* ‘Mulher Indígena: ontem e hoje’*,
no Microcine Bonsucesso, do Ponto de Cultura Cinema Brasil, de 27 de abril
a 12 de maio.

As duas semanas de exibições de filmes indígenas contarão com um
mix de atividades, incluindo: mesas de debates, apresentações artísticas
indígenas e workshops audiovisuais temáticos. Haverá também o
Cine Índio Brasil-Peru, um dia de intercâmbio entre os países vizinhos.
Toda a programação será gratuita e aberta ao público.

O evento é o único do Estado do Rio de Janeiro a realizar uma
mostra deste tipo e para entrar no clima dos povos e cultura indígena, terá
comidas típicas e todos os espaços do Microcine Brasil serão ambientados
com fotos, roupas e adornos. Temas importantes como os rituais, a
sociedade, a religião e a transformação do papel da mulher indígena farão
parte das mesas de debates.

*      “O tema  ‘A Mulher Indígena, ontem e hoje’ trará questões de
mulheres de várias etnias indígenas, desde o tempo de perfeita integração
com as tradições da tribo, até a libertação através de estudos avançados,
participação ativa nas lutas, e o surgimento das mulheres caciques”, *diz o
coordenador do Ponto de Cultura Cinema Brasil, Marcos Manhães Marins.

Um dos diferenciais desta terceira edição da Mostra, além de priorizar
a Mulher Indígena, é a programação não somente de filmes que foram feitos
para salas de cinema, e que chegaram às salas de cinema comerciais, mas
também incluindo obras audiovisuais feitas por indígenas, como por
exemplo “A GENTE LUTA MAS COME FRUTA”, “CHEIRO DE PEQUI” entre outras
que muito provavelmente não chegarão às telas grandes, exceto na Mostra
CINE ÍNDIO BRASIL III.

Estão confirmados o longa-metragem *Xingu, *de Cao Hamburger;
Hipermulheres, do diretor indígena Takumã Kuikuro (ganhador do Kikito de
ouro no último festival de Gramado) e o filme Paralelo 10, de Sílvio Da-rin
(mesmo diretor de Hércules 56) – que está agora em lançamento em São Paulo
e Rio de Janeiro e será exibido excepcionalmente como “hors concours” na
Mostra Cine Índio Brasil III.

No dia de intercâmbio Cine Índio Brasil-Peru, no Microcine de
Bonsucesso será exibido um filme brasileiro para o Microcine Peruano.
Durante a sessão cinematográfica haverá um monitor mostrando a reação da
plateia vizinha. Logo após acontecerá um debate, com videoconferência,
dando voz aos moradores que queiram falar para o Brasil juntamente com
outro monitor que e dará voz aos nossos participantes que queiram falar
para os peruanos.  Em outro horário, terá a exibição de um filme peruano,
com as mesmas atividades.

*“Nós conseguimos um grande feito que é levar um filme brasileiro para o
Peru com o objetivo de divulgar o cinema brasileiro. Será um dia fantástico
de intercâmbio entre os dois países irmãos, em que cada um poderá ver a
reação do público do país vizinho ao filme do seu país”, finaliza Marcos.*

*Histórico do Microcine Bonsucesso:*

Criado em 2004 e situado na região Leopoldina Norte, junto aos bairros de
Manguinhos, Higienópolis, Bonsucesso, Ramos e Olaria, o Microcine
Bonsucesso tornou-se o único da região a promover exibição de filmes
unicamente brasileiros no local. Tais bairros não tinham salas de exibição
de cinema por um quarto de século, mais de 25 anos. As sessões de filmes
são gratuitas e a programação é composta por filmes brasileiros de todas as
épocas.

*SERVIÇO:*

Mostra Cine Índio Brasil III – De 27 de abril a 12 de maio – Evento gratuito

Tema:  ‘Mulher Indígena: ontem e hoje’

Microcine Bonsucesso – Telefone: (21) 2290-4593

Avenida Teixeira de Castro, 157, Bonsucesso. Rio de Janeiro-RJ.

Projeção em FULL-HD para os filmes enviados em alta definição.

Ar condicionado – Lotação 100 lugares

Assessora de Imprensa: 8870-0176 / 7236-0089 (Landa Araújo)

Realização: Instituto Cultural Cinema Brasil

Projeto: Ponto de Cultura Cinema Brasil

Apoio: Secretaria de Estado da Cultura do Rio de Janeiro SEC-RJ

Veja como chegar no Microcine Bonsucesso em: http://www.microcine.com.br

SEGUE PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

_______________________________________________________
27/04 – Sexta-feira

13:00 – Cadastramento – Inscrições para oficinas audiovisuais temáticas
- Pipoca – Pintura corporal – Exposição temática

14:00 – ABERTURA OFICIAL DA MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL III
Fala ICCB / Homenagem a convidados especiais / Vinheta da Mostra

14:30 – OS KUIKURO SE APRESENTAM, de Coletivo Kuikuro de Cinema. 7 min; Livre

14:37 – Degustação de comidas indígenas

14:45 – Apresentação Artística

15:00 – HOTXUÁ, de Letícia Sabatella e Gringo Cardia. 70 min; Livre

16:10 – Debate após o filme com representantes indígenas.

17:00 – HIPERMULHERES, de Takumã Kuikuro, Carlos Fausto e
Leonardo Sette. 80 min; 16 anos

18:30 – Mesa de Debate 1 – Tema: “Mulher Indígena Ontem e Hoje” com
um diretor do filme e representantes indígenas

________________________________________

28/04 – Sábado

09:00 – Oficina audiovisual para inscritos até 27/04.

SALA 1
14:00 – Cadastramento – Inscrições para oficinas audiovisuais temáticas
- Pipoca – Pintura corporal – Exposição temática

15:00 – Fala ICCB / Vinheta da Mostra / Vídeo produzido em oficina da Mostra

15:15 – O CURUPIRA, de Humberto Avelar, 10 min; Livre

15:30 – Degustação de comidas indígenas

15:45 – Apresentação Artística

16:00 – HOTXUÁ, de Letícia Sabatella e Gringo Cardia. 70 min; Livre

17:10 – Debate após o filme com representantes indígenas.

SALA 2
17:00 – O CHEIRO DE PEQUI, de Takumã Kuikuro; 36 min; 14 anos

SALA 1
18:00 – HIPERMULHERES, de Takumã Kuikuro, Carlos Fausto e
Leonardo Sette. 80 min; 16 anos

19:20 – Mesa de Debate 2 – Tema: “Costumes da Mulher Indígena”
com representantes indígenas

________________________________________

30/04 – Segunda-feira

14:00 – OS CANTOS DO CIPÓ, de Tadeu Siã Kaxinawá e Josias Maná Kaxinawa, 25 min; Livre

14:30 – ATAKA, de Takumã Kuikuro. 10 min; Livre

15:00 – O AMENDOIM DA CUTIA, de Komoi Panará. 51 min; Livre

16:00 – Debate após filme, com representante indígena

________________________________________

01/05 – Terça-feira

SALA 1
14:00 – Cadastramento – Pipoca – Pintura corporal – Exposição temática

14:30 – Fala ICCB / Vinheta da Mostra

15:00 – TRANSFORMAÇÃO ETNODIGITAL, de Rodrigo Nascimento, com a cacica Valdelice, 14 min; Livre

15:20 – Degustação de comidas indígenas

15:40 – Apresentação Artística

16:00 – WAPTÉ MNHÕNÕ, A INICIAÇÃO DO JOVEM XAVANTE, de Divino Tserewahú. 56 min; Livre

17:10 – Debate após o filme com representantes indígenas.

18:00 – PI’ÕNHITSI, MULHERES XAVANTES SEM NOME, de Divino Tserewahú
e Tiago Campos Torres; 56 min; Livre

19:00 – Mesa de Debate 3 -  “Rituais de Passagem, Dor e Tradição”
- Debate após filme com diretor do filme e representante indígena

________________________________________

02/05 – Quarta-feira

SALA 1
14:00 – MULHERES GUERREIRAS, de Kokoyamaratxi Suya, Whinti Suyá, Kambrinti Suya, Yaiku Suya, Kamikia  Kisedje. 12

min; Livre.

14:30 – DE VOLTA A TERRA BOA, de Mari Corrêa e Vincent Carelli. 21 min; Livre

15:00 – SANGRADOURO, de  Divino Tserewahú , Amandine Goisbault, Tiago Campos Torres. 29 min; Livre

16:00 – MESA – Debate após filme, com representante indígena

________________________________________

03/05 – Quinta-feira

SALA 1
08:00 – Cadastramento – Pipoca – Pintura corporal – Exposição temática

08:45 – Fala ICCB / Vinheta da Mostra

09:00 – BRINCANDO NA ALDEIA, de Beatriz Lindenberg. 5 min; Livre

09:20 – Degustação de comidas indígenas

09:45 – Apresentação Artística

10:00 – HOTXUÁ, de Letícia Sabatella e Gringo Cardia. 70 min; Livre

11:10 – Debate após o filme com representantes indígenas.

PARTE DA TARDE

13:00 – Cadastramento – Pipoca – Pintura corporal – Exposição temática

13:45 – Fala ICCB / Vinheta da Mostra

14:10 – BRINCANDO NA ALDEIA, de Beatriz Lindenberg. 5 min; Livre

14:20 – Degustação de comidas indígenas

14:45 – Apresentação Artística

15:00 – HOTXUÁ, de Letícia Sabatella e Gringo Cardia. 70 min; Livre

16:10 – Debate após o filme com representantes indígenas.

________________________________________

04/05 – Sexta-feira

SALA 1
08:00 – Cadastramento – Pipoca – Pintura corporal – Exposição temática

09:00 – Fala ICCB / Vinheta da Mostra

09:15 – DEPOIS DO OVO, A GUERRA, de Komoi Panará. 15 min; Livre

09:30 – Degustação de comidas indígenas

09:45 – Apresentação Artística

10:00 – JÁ ME TRANSFORMEI EM IMAGEM, de Zezinho Yube. 32 min; Livre

11:10 – Debate após o filme com representantes indígenas.

PARTE DA TARDE

13:00 – Cadastramento – Pipoca – Pintura corporal – Exposição temática

13:30 – Fala ICCB / Vinheta da Mostra

14:00 – DEPOIS DO OVO, A GUERRA de Komoi Panará. 15 min; Livre

14:15 – Degustação de comidas indígenas

14:40 – Apresentação Artística

15:00 – HANS STADEN, de Luiz Alberto Pereira. 90 min. 12 anos

16:30 – Debate após o filme com representantes indígenas.

________________________________________

05/05 – Sábado

SALA 1
14:00 – Cadastramento – Inscrições para micro-oficina audiovisual temática
- Pipoca – Pintura corporal – Exposição temática

14:30 – Fala ICCB / Vinheta da Mostra / Vídeo produzido em oficina da Mostra

15:00 – O CURUPIRA, de Humberto Avelar, 10 min; Livre

15:15 – Degustação de comidas indígenas

15:40 – Apresentação Artística

16:00 – HOTXUÁ, de Letícia Sabatella e Gringo Cardia. 70 min; Livre

17:10 – Debate após o filme com representantes indígenas.

SALA 2
17:00 – PI’ÕNHITSI, MULHERES XAVANTES SEM NOME, de Divino Tserewahú
e Tiago Campos Torres; 56 min; Livre

SALA 1
18:00 – HIPERMULHERES, de Takumã Kuikuro, Carlos Fausto e
Leonardo Sette. 80 min; 16 anos

19:20 – Mesa de Debate 4 – Tema: “Costumes da Mulher Indígena”
com representantes indígenas

________________________________________

07/05 – Segunda-feira

SALA 1

14:00 – CESTARIA KUIKURO, de Takumã Kuikuro. 25 min; Livre

14:30 – JÁ ME TRANSFORMEI EM IMAGEM, de Zezinho Yube. 32 min; Livre

15:10 – DAS CRIANÇAS IKPENG PARA O MUNDO, de Natuyu Yuwipo Txicão, Kumaré Ikpeng, Karané Ikpeng. 35 min; Livre.

16:00 – Debate após filme, com representante indígena

________________________________________

08/05 – Terça-feira

SALA 1
08:00 – Cadastramento – Pipoca – Pintura corporal – Exposição temática

08:30 – Fala ICCB / Vinheta da Mostra

09:00 – CESTARIA KUIKURO, de Takumã Kuikuro. 25 min; Livre

09:30 – Degustação de comidas indígenas

10:00 – Apresentação Artística

10:20 – A GENTE LUTA MAS COME FRUTA, de Valdete Pinhanta e Isaac Pinhanta. 40 min; Livre

11:00 – Debate após o filme com representantes indígenas.

PARTE DA TARDE

13:00 – Cadastramento – Pipoca – Pintura corporal – Exposição temática

13:30 – Fala ICCB / Vinheta da Mostra

14:00 – CESTARIA KUIKURO, de Takumã Kuikuro. 25 min; Livree

14:30 – Degustação de comidas indígenas

15:00 – Apresentação Artística

15:20 – A GENTE LUTA MAS COME FRUTA, de Valdete Pinhanta e Isaac Pinhanta. 40 min; Livre

16:00 – Mesa de Debate 5 – Tema: “A Preservação Ambiental”
com representantes indígenas

_______________________________________________________

09/05 – Quarta-feira “DIA CINE ÍNDIO BRASIL-PERU”

08:00 – Cadastramento – Pipoca – Pintura corporal- Exposição temática

09:00 – OS KUIKURO SE APRESENTAM, de Coletivo Kuikuro de Cinema. 7 min; Livre

09:10 – Degustação de comidas indígenas

09:30 – Contação de histórias

10:00 – Fala ICCB / Homenagem a convidados especiais / Vinheta da Mostra

10:30 Brasil (8:30 horário Peru)

Vinheta do dia especial, com apoios e trechos do filme brasileiro e do peruano

Documentário Peruano, LA TRAVESIA DE CHUMPI, de Fernando Valdivia, 46 min; Livre

( Exibição simultânea no Brasil e no Peru de filme Brasileiro )

11:30 Mesa de Debate 6, tema: “Questões indígenas comuns a Brasil e Peru”
tendo na mesa videoconferência com peruanos e brasileiros

PARTE DA TARDE
13:00 – Cadastramento – Pipoca – Pintura corporal – Exposição temática

13:30 – Fala ICCB / Homenagem a convidados especiais / Vinheta da Mostra

14:00 – OS KUIKURO SE APRESENTAM, de Coletivo Kuikuro de Cinema. 7 min; Livre

14:15 – Degustação de comidas indígenas

14:30 – Contação de histórias indígenas

15:00 Brasil (13:00 horário Peru)

Vinheta do dia especial, com apoios e trechos do filme brasileiro e do peruano

Documentário Brasileiro PARALELO 10, de Sílvio Da-Rin. 85 min; Livre

( Exibição simultânea no Brasil e no Peru de filme Brasileiro )

16:30 Mesa de Debate 6, tema: “Questões indígenas comuns a Brasil e Peru”
tendo na mesa videoconferência com peruanos e brasileiros
_______________________________________________________

10/05 – Quinta-feira

SALA 1

14:00 – A HISTÓRIA DO MONSTRO KHÁTPY, de Yaiku Suya, Kamikia Kisedje, Kokoyamaratxi Suya, Whinti Suyá, Kambrinti

Suya 4min; Livre

14:10 – O CURUPIRA, de Humberto Avelar, 10 min; Livre

14:30 – O DIA EM QUE A LUA MENSTRUOU, de Takumã Kuikuro. 28 min; 14 Anos

15:00 – O PODER DOS SONHOS, de Divino Tserewahú. 48 min; Livre

16:00 -  Mesa de Debate 7, tema: “Os sonhos e as lendas Indígenas”
com representantes indígenas

_______________________________________________________

11/05 – Sexta-feira

SALA 1
[
08:00 – Cadastramento - Pipoca - Pintura corporal - Exposição temática

09:00 - Fala ICCB / Vinheta da Mostra

09:10 - O MANEJO DA CÂMERA, de Coletivo Kuikuro de Cinema. 17 min; Livre

09:30 - Degustação de comidas indígenas

09:45 - Apresentação Artística

10:30 - KUKA HITCHÚTI-Você já abriu os olhos?, de Noilton Nunes. 48 min; Livre

11:10 - Debate após o filme com representantes indígenas. ]

13:00 – Cadastramento – Pipoca – Pintura corporal – Exposição temática

13:50 – Fala ICCB / Vinheta da Mostra

14:00 – O MANEJO DA CÂMERA, de Coletivo Kuikuro de Cinema. 17 min; Livre

14:20 – Degustação de comidas indígenas

14:40 – Apresentação Artística

15:00 – KUKA HITCHÚTI-Você já abriu os olhos?, de Noilton Nunes. 48 min; Livre

16:00 – Mesa de Debate 8 – Tema: “O que mudou em 50 anos do
Parque Xingu” com convidados e representantes indígenas

_______________________________________________________

12/05 – Sábado

SALA 1
13:00 – Cadastramento – Pipoca – Pintura corporal – Exposição temática

14:00 – ENCERRAMENTO OFICIAL DA MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL III
Fala ICCB / Homenagem a convidados especiais /
Vinheta da Mostra / Vídeo produzido em oficina da Mostra

14:45 – A MARCA DA LÍNGUA, de Takumã Kuikuro. 12 min; Livre

15:00 – Degustação de comidas indígenas

15:30 – Apresentação Artística

16:00 – XINGU, de Cao Hamburger. 100 min; 12 anos

17:40 – Mesa de Debate 9 – Tema: “Interferência do Branco
nas Aldeias” com convidados e representantes indígenas

SALA 2
17:00 – HIPERMULHERES, de Takumã Kuikuro, Carlos Fausto e
Leonardo Sette. 80 min; 16 anos

SALA 1
18:00 – HIPERMULHERES, de Takumã Kuikuro, Carlos Fausto e
Leonardo Sette. 80 min; 16 anos

19:30 – Debate final com convidados e representantes indígenas

_______________________________________________________

––
*Landa Araújo
Jornalista
(21) 8870-0176 / (21) 7236-0089*
*msn: landaraujo@hotmail.com *
**
*email: landaaraujo@gmail.com*

___________________________________________________________

CONFIRMADO o longa XINGU na MOSTRA.

O longa-metragem dirigido por Cao Hamburger, com produção da O2 Filmes
(Fernando Meirelles), Sony Pictures e distribuição da DOWNTOWN Filmes
(Bruno Wainer), XINGU, finalizado em 2011, lançado nos cinemas em 06
de Abril de 2012, foi confirmado na MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL III, a
única mostra de Cinema Indígena do Estado do Rio de Janeiro.

Já está confirmada a sessão do filme no Encerramento. Mais à frente
daremos aqui a Programação Completa da Mostra, com datas e outras
sessões do filme, caso sejam confirmadas esta semana. Vale lembrar
que o filme se encontra em cartaz nos melhores cinemas do país.

A exibição do longa XINGU na Mostra será só para convidados e para
alunos da rede pública de ensino da região da Leopoldina previamente
cadastrados. É uma honra realmente para a Mostra poder prestigiar e
ser prestigidada com a presença deste grande filme.

O filme PARALELO 10, de Sílvio Da-rin, também em lançamento nos
cinemas, confirmou participação na MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL III.
Ambos, XINGU e PARALELO 10, serão exibidos em Blu-ray, Full HD.


Veja fotos das Mostras Cine Índio Brasil I e Cine Índio Brasil II

Participe da PREPARAÇÃO DA MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL III no Facebook

Anote já na sua agenda e acompanhe a PROGRAMAÇÃO PRELIMINAR:

ABERTURA: Dia 27 de Abril de 2012, às 14h
ENCERRAMENTO: Dia 12 de Maio de 2012, às 20h

Nesta edição teremos MESAS DE DEBATES sobre as questões da Mulher Indígena.
Também teremos um dia de intercâmbio cultural, o DIA CINE ÍNDIO BRASIL-PERU, um único dia em que os povos indígenas dos dois países se falarão por Videoconferência. Não percam. DUAS SEMANAS DE FILMES SOBRE A CULTURA INDÍGENA.
E como sempre, atrações artísticas, comidas típicas, workshop audiovisual temático. Fiquem ligados!

          NOSSAS MAIORES MOSTRAS DE FILMES
                     MOSTRA CINE ÍNDIO BRASIL
Única no Estado do Rio de Janeiro dedicada a filmes brasileiros sobre a cultura indígena clique para ver Mostra Cine Índio Brasil III
                            MOSTRA OLHOS NEGROS
Única do Estado do Rio de Janeiro dedicada a filmes brasileiros sobre a cultura negra
clique para ver Mostra Olhos Negros IV
Compartilhe na sua rede social: